Como Chutar Em Concursos?

31 Mar 2019 18:09
Tags

Back to list of posts

<h1>Engenheiros T&ecirc;m Mais Chance Num Dos Concursos Mais Cobi&ccedil;ados</h1>

<p>S&atilde;o Paulo - &Oacute;tima not&iacute;cia pros engenheiros que enveredaram para a &aacute;rea de concursos p&uacute;blicos. A engenharia &eacute; uma das &aacute;reas de forma&ccedil;&atilde;o universit&aacute;ria mais frequentes entre os aprovados em um dos concursos de n&iacute;vel superior mais cobi&ccedil;ados do Brasil: o da Receita Federal pra auditor e analista. A indica&ccedil;&atilde;o vem do professor da rede de ensino LFG, Roberto Caparroz. Segundo ele, concurseiros formados no setor de exatas t&ecirc;m superior &iacute;ndice de &ecirc;xito no concurso, notadamente os engenheiros. “ Quer Investir Melhor O Teu Dinheiro? que a prova, no fundo, necessita de um rigor t&eacute;cnico e l&oacute;gico que n&atilde;o &eacute; muito difundido em algumas &aacute;reas do conhecimento, como nas ci&ecirc;ncias humanas, por exemplo”, diz Caparroz, que al&eacute;m de professor, &eacute; auditor fiscal da Receita.</p>

<p>“Na minha turma do curso de cria&ccedil;&atilde;o mais de 90% eram engenheiros”, diz. E, se o t&oacute;pico &eacute; o concurso da Receita Federal, cada vantagem competitiva &eacute; muito muito bem vinda. Nos &uacute;ltimos 5 anos, apenas 1,56% dos registrados nos concursos foram aprovados. Foram mais de 260 1 mil interessados para quase 2 mil vagas, com sal&aacute;rios que,atualmente, est&atilde;o entre nove mil reais e 15 1 mil reais. Desta maneira, o tempo m&eacute;dio de prepara&ccedil;&atilde;o at&eacute; a aprova&ccedil;&atilde;o poder&aacute; ser mais enorme do que em outras sele&ccedil;&otilde;es.</p>

<p>“Casos bem sucedidos apresentam, em m&eacute;dia, 2 anos de prepara&ccedil;&atilde;o s&eacute;ria, que &eacute; um tempo fact&iacute;vel, por conta da dificuldade do concurso”, diz o professor. E seja qual for a &aacute;rea de cria&ccedil;&atilde;o universit&aacute;ria, o professor recomenda que nenhuma mat&eacute;ria seja negligenciada do plano de estudos. “Com conte&uacute;do bastante complexo e extenso, as d&uacute;vidas de m&uacute;ltipla sele&ccedil;&atilde;o exigem dos candidatos conhecimento aprofundado das mat&eacute;rias cobradas”, diz.</p>

<p>Vale acentuar que a banca examinadora &eacute; a universidade de Administra&ccedil;&atilde;o Fazend&aacute;ria (ESAF), uma das mais temidas pelos concuseiros. “As d&uacute;vidas s&atilde;o muito detalhistas e as escolhas parelhos. Como Aprender Para Concursos E Trabalhar? vezes os enunciados n&atilde;o s&atilde;o apresentados com clareza”, diz. De acordo com ele, quem come&ccedil;a a estudar todas as disciplinas do in&iacute;cio tem maiores chances de sucesso. Assim sendo, engenheiros, advogados, economistas n&atilde;o se iludam: “a forma&ccedil;&atilde;o acad&ecirc;mico-profissional n&atilde;o aux&iacute;lio muito no mundo dos concursos.</p>

<ul>
<li>10 de junho de 2009 at 12:Vinte e um PM Marcelo, irei verificar e mando um e-mail. Ok</li>
<li>No momento em que da pr&aacute;tica de medidas como a tortura, em todas as tuas modalidades</li>
<li>Averiguar se o pagamento mensal das quotas do Imposto de Renda est&aacute; sendo feito corretamente</li>
<li>Fiz as investiga&ccedil;&otilde;es necess&aacute;rias</li>
<li>EAD e E-Learning</li>
<li>354 RE: Historia de Angola</li>
</ul>

<p>&Eacute; comum vermos, como por exemplo, advogados com maus resultados nas mat&eacute;rias jur&iacute;dicas, j&aacute; que os candidatos descobrem que neste instante est&atilde;o preparados, dado que estudaram estes assuntos durante 5 anos de faculdade”, diz Caparroz. Me Gerei. E Prontamente? diferen&ccedil;a entre a reprova&ccedil;&atilde;o e a aprova&ccedil;&atilde;o pode estar na estrat&eacute;gia adotada pra prepara&ccedil;&atilde;o. Segundo o professor da LFG, o mais consider&aacute;vel &eacute; iniciar um cronograma de estudos com metas bem definidas. Foi o que ele fez at&eacute; se aprovado com auditor fiscal, mesmo tendo insuficiente tempo di&aacute;rio pra aprender.</p>

<p>“Elaborei um modo de “desconstru&ccedil;&atilde;o das quest&otilde;es”, ou seja, fazia diversos testes e depois estudava os t&oacute;picos que foram solicitados, pelo motivo de as d&uacute;vidas costumam se repetir”, diz Caparroz. Segundo ele, o m&eacute;todo consistia em compreender com os erros, porque faltava tempo pra hip&oacute;tese, nas duas horas di&aacute;rias de estudo.</p>

[[image http://4.bp.blogspot.com/-obavl78ozrA/TpTBmglpVLI/AAAAAAAAAKs/4nrfQI8_UeE/s1600/FLYER+CURSOS+31082011.JPG&quot;/&gt;

<p>“O que me ajudou muito foi trabalhar com a linguagem das d&uacute;vidas, de forma que formei um mecanismo para reconhecer as escolhas corretas, em alguns casos, com apoio em t&eacute;cnicas que associam l&oacute;gica e suposi&ccedil;&atilde;o da argumenta&ccedil;&atilde;o”, diz. Em geral, Caparroz n&atilde;o intercalava as mat&eacute;rias, para n&atilde;o gerar confus&otilde;es e aperfei&ccedil;oar o grau de reten&ccedil;&atilde;o dos conte&uacute;dos, segundo ele.</p>

<p> Os dez Concursos P&uacute;blicos Mais Disputados &eacute; bom levar em conta que a obedi&ecirc;ncia de direito tribut&aacute;rio tem que ser estudada com bastante rigor porque a base jur&iacute;dica da atividade fiscal. Neste momento as mat&eacute;rias mais “dif&iacute;ceis”, segundo Caparroz, s&atilde;o legisla&ccedil;&atilde;o aduaneira e legisla&ccedil;&atilde;o tribut&aacute;ria. “O conte&uacute;do &eacute; muito extenso e s&atilde;o assuntos que exigem do candidato outros conhecimentos pr&eacute;vios, como tribut&aacute;rio, contabilidade e com&eacute;rcio internacional”, diz o professor.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License